12:30hs
Domigo, 26 de Maio de 2024
Bom Jardim de Minas - Notícias
28/11/2013 15h43

A música em nossa cidade

Característica do povo mineiro, a música tomou conta da cidade de Bom Jardim de Minas.

Toda cidade do interior que se preze tem sua banda de música que é a responsável pelas animações dos dias de festa, as alvoradas festivas, as marchas nas manifestações culturais e religiosas, os dobrados nos dias de luto.

A Banda de Música é característica do povo mineiro, aliada a tantas outras boas manifestações culturais que não podem ser perdidas. Pena que nossa cidade não possuía o correto da banda, mas poderia ser pensado, em breve, aproveitamento do espaço localizado no centro da Praça Antonio Jacinto de Farias para a construção de uma concha acústica, que serviria não só como um coreto contemporâneo, mas, também, para abrigar eventos culturais e musicais, e como sugestão, nossa cidade poderia pensar no projeto “música na praça”, onde,  em todos os finais de semanas, não só a banda de música, mas todos os grupos de música e cantores locais, com os mais diversos tipos de sons e de instrumentos, poderiam animar, alegrar e incentivar o uso do espaço público (praça Antônio Jacinto de Farias e Praça Presidente Vargas) para fins de recreação, lazer e confraternização de nosso povo. Até que isto aconteça, vamos aplaudir nossa “Coorporação Musical União Bonjardinense”, mas vamos, também, saber mais um pouco da história da banda de música em nossa cidade.

O primeiro registro que temos de uma banda de música em Bom Jardim de Minas data de 22 de novembro de 1929, dia em que foi inaugurada, pelo maestro Francisco de Souza Maciel, a banda de música denominada “Coorporação Musical Santa Cecília” que executou seu primeiro dobrado na Antiga Matriz, em Missa solene, servindo, posteriormente, a nossa comunidade por quinze anos, quando encerrou suas atividades em 1944, vindo a funcionar esporadicamente de acordo com as necessidades da Comunidade.

Posteriormente, registramos o nascimento da “Coorporação União Bonjardinense” em 1953, existindo até os dias de hoje, tendo apenas paralisado suas atividades nos idos da década de 1980, tomando novo fôlego em 1999, quando, em 30 de maio, retomou suas atividades que continuam até os dias de hoje, abrilhantando os eventos culturais, religiosos, cívicos e sociais de nossa cidade.

Inegável o potencial artístico musical de nossa cidade: maestros de ofício, instrumentistas, grupos musicais, vocalistas, guitarristas, violões, serenatas, serestas, cantores e cantoras sempre existiram e sempre existirão; no entanto, é preciso que haja mais incentivo para que estes talentos apareçam. Filhos de Bom Jardim como “Cassianinho” e “José Messias” já estamparam nacionalmente os brilhos musicais de nossa terra. Talentosos também eram os dotes musicais da família Vitral, Freitas, Marques, Maciel. Os saudosos Jesus, José Heleno, Baby, Dulcélia além dos extintos grupos de música como o “Coral Santa Cecília”, o grupo “Jazz Band” e “Expoentes” entre outros. e vários artistas locais que ainda dão o show com seus talentos nas apresentações do grupo musical do CRAS em eventos sociais e religiosos.

A todos vocês, leitores amigos, que sabem usar o talento da música, nosso apelo: cantem, toquem e ensinem música aos mais jovens. Vamos incentivar e investir sempre mais na preservação das coisas boas de nossa terra.

 

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br