02:58hs
Sábado, 25 de Maio de 2024
Bom Jardim de Minas - Notícias
29/01/2015 16h22

A Paz, ela precisa invadir nossa cidade, a Paz

Vocação de Bom Jardim de Minas sempre foi o acolhimento, os braços abertos são característica da cidade.

Por José Francisco Mattos e Silva

 

É com o coração contrito que escrevemos estas linhas. Faltam palavras, sobram vozes engasgadas, cujo grito é o silêncio. Um silêncio suplicante e que externa o profundo sentimento de toda nossa cidade que consternada tenta superar os terríveis traumas causados ao nosso povo pela violência assistida e sentida nestes primeiros dias deste ano de 2015.

Não quero que este texto seja tido como um protesto. Longe de nós, o momento é de unidade, é preciso somar forças. Sem a coesão de propósitos e uma meta não atingiremos o objetivo almejado.  Não se monta um exercito sem união, é tempo de unidade, é ela a grande base para tentarmos construir, sem utopias, um estado de tranqüilidade, é necessário o diálogo, encontrar a raiz do problema para alcançarmos a solução, precisamos de “estarmos juntos”.

Assombrados, assistimos pesarosos os tristes acontecimentos que assolaram nosso Bom Jardim de Minas: a violência perpetrada contra os jovens, as crianças, as famílias, os idosos, à vida. Aquilo que víamos e assistíamos pelos jornais e que nos aparecia acontecer somente nas grandes cidades, chegou as nossas portas. Infelizmente, estamos convivendo com a violência, mas não queremos que ela seja normal em nossas vidas, devemos repeli-la, o que não seja cultura de paz e o que não gera a vida deve ser rechaçado. Ressoa em nossas ruas um único desejo, externado nas quase dez mil vozes que habitam esta terra: queremos e precisamos de paz, desejamos a paz, que a paz invada nossa Bom Jardim de Minas.

A vocação de Bom Jardim de Minas sempre foi o acolhimento, os braços abertos são nossa característica. Sempre fomos e somos um povo amigo, uma grande família, e é isso que precisamos resgatar, é este o nosso escudo, uma família onde uns zelam pelos outros, uma fraternidade verdadeira, e que só será possível com o fim das divisões.

Basta. Quando se fala em construir a paz não se fala na estupidez das cores políticas que são fatores de divisão, deve-se falar em bem comum; quando se fala em construir a paz não se fala em religiões, deve-se falar em Deus; quando se fala em construir a paz não se fala em impunidade, deve-se falar na Justiça; quando se fala em construir a paz não se fala em diferenças, deve-se falar em pontos comuns; quando se fala em construir a paz não devemos apenas sonhar, devemos praticar a paz. É hora de darmos fim a tudo que nos divide, sobretudo o negativismo externado na expressão “aqui nada da certo”, mentira. Aqui tudo da e sempre deu certo, não nos falta motivos para ter certeza que nossa cidade é privilegiada e que tem seu povo como grande presente da natureza e do Criador que permitiu um povo tão singular, ao mesmo tempo, tão expressivo e rico em tudo que faz e deseja.

Nosso convite neste mês de janeiro, é um convite pela paz. Vamos deixar a paz invadir nossa cidade, penetrar em nosso coração, em nossas ações, em nosso falar, em nosso agir, no nosso ouvir e escutar, que ela entre nos nossos sentimentos, que a paz saia das nossas orações para ser praticada no cotidiano da nossa vida.

Queremos e precisamos da paz; a paz da sabedoria dos idosos, a paz da maturidade dos adultos, a paz da inquietude dos jovens, a paz da saudade, a paz das crianças, a paz do amor e respeito por elas, a paz da Justiça, a paz da esperança, que a paz invada Bom Jardim de Minas, a paz.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br