10:22hs
Quinta Feira, 30 de Maio de 2024
Caxambu - Notícias
13/08/2010 14h38

III Caxambu Mais Gourmet: um passeio pela cultura gastronômica

III Caxambu Mais Gourmet: um passeio pela cultura gastronômica

Caxambuenses e centenas de visitantes prestigiaram a terceira edição do Caxambu Mais Gourmet, uma iniciativa e realização da Associação Caxambu Mais Gourmet, realizado de 16 a 25 de julho. Aliado a diferentes atividades artísticas e culturais – como música, exposição de arte, mostra de filmes antigos, passeios temáticos, workshops de culinária – o festival gastronômico traz em sua proposta o resgate e a preservação das tradições locais e suas raízes, expressas principalmente através da culinária. Iniciativas assim contribuem para a perpetuação daquilo que um povo traz, em sua essência, de mais valioso: sua identidade cultural.

Em entrevista ao Correio do Papagaio a presidente da Associação, Maria Helena de Carvalho, falou sobre a proposta do festival e os desafios de se promover um evento que consegue abranger cultura e arte, com muito sabor.

JCP: Conte-nos sobre como surgiu a iniciativa de realizar o Caxambu Mais Gourmet.

Maria Helena: O Caxambu Gourmet surgiu quase que ao mesmo tempo que a Associação Caxambu Mais. Nós fundamos a Associação em 18 de junho de 2008. Foram apresentadas várias propostas para iniciarmos nossos trabalhos e, uma delas, foi a idéia de se fazer um festival gastronômico. Acabamos por optar por ela, por ser, na época, a mais viável de se realizar. Um mês depois de fundada a Caxambu Mais realizamos o primeiro evento. Foi quase que um protesto a tantos “nãos” que nós recebemos. Havia muita desconfiança e muita resistência por parte de alguns segmentos. Não acreditavam que um grupo de pessoas, com boa fé e amor à cidade, pudessem realizar algo por ela, sem nenhum tipo de remuneração.

JCP: Quais são os principais objetivos, propostas do evento?
Maria Helena: Oferecer à população e aos turistas cultura, entretenimento e uma boa gastronomia. Valorizar a cultura local e elevar a auto-estima do Caxambuense.

JCP: Como você avalia a edição deste ano em termos de culinária, atratividades e público?

Maria Helena: A organização caprichou nos atrativos. Além dos artistas locais e regionais, que são selecionados com critério para o evento, trouxemos este ano uma banda de jazz muito interessante que agradou de cara: o “Russo Jazz Band”, do Estado de São Paulo. Trouxemos também uma banda muito legal, formada por jovens, com um estilo muito especial: o “Bondesom”, do Rio de Janeiro. Além de outros atrativos, como apresentação de congada, quadrilha, oficina de culinária, o “Café no Parque”, dentre outros.

Em termos de culinária, os atrativos foram por conta da comida alternativa, alimentação viva e as já tradicionais cozinhas mineira, árabe e dinamarquesa, os pães italianos, etc. Com exceção da alimentação viva, os demais são todos de Caxambu. Nossa cidade tem uma diversidade muito grande, o que agrada ao paladar dos freqüentadores da praça de alimentação.

JCP: Em termos gastronômicos, quais os principais tipos de pratos, e suas respectivas culturas, que foram expostos?

Maria Helena: A gastronomia em Caxambu é muito variada: foram oferecidos desde a comida mineira com os famosos pastéis de angu, torresmo, costelinha; comida italiana com conchiglione de queijo, nhoque de abóbora, pães italianos; patês dinamarqueses, trutas defumadas, salsichão alemão, fondue de carne e queijo, bobó de camarão, paella espanhola, comida árabe como o homus tahine, babaghannuj, labne, kibe cru, labnia, charutos árabes, até a comida portuguesa com o delicioso bacalhau.

JCP: Quais os principais desafios que você enfrenta na organização e realização do evento, principalmente no aspecto de apoio e incentivo?

Maria Helena: Embora já estivéssemos realizando o III Caxambu Gourmet – um evento que deu certo, foi aprovado pela população e pelos turistas – ainda encontramos bastante dificuldade para a sua realização. Temos tido pouco apoio por parte do poder público e dos principais beneficiados com o evento, que deveriam ser os maiores interessados. Talvez não haja o alcance necessário para avaliarem o que esta Associação pode fazer por Caxambu, se receber um apoio maior, em termos de logística e incentivo.

JCP: Quais são os projetos para o próximo ano?

Maria Helena: Dar continuidade ao nosso trabalho e conquistar o título de “Utilidade Pública Federal” para podermos receber incentivos do governo federal. Só assim poderemos realizar novos projetos ligados à cultura e ao meio ambiente. Esse título só conseguiremos ao completarmos três anos de trabalho. Já temos o título de “Utilidade Pública Estadual”.

JCP: Ao final desta entrevista, qual sua mensagem a todos os leitores?

Maria Helena: A Associação Caxambu Mais é aberta a quem queria dela participar. Ela sobrevive da mensalidade de seus associados e de patrocínios, quando da realização de eventos. Só pudemos realizar a terceira edição do Caxambu Gourmet graças à imprensa de Caxambu e região e do patrocínio de Di Ballona’s Artesanato e do Carrossel Supermercados, além de outros patrocínios menores – mas não menos importantes.

Sobre a Associação Caxambu Mais



Fundada no dia 17 de junho de 2008, a Associação Caxambu Mais é uma “entidade sem fins lucrativos, sem remuneração para cargos de diretoria, sem envolvimento em questões político-partidárias, baseada no trabalho voluntário de seus associados”. Seu principal objetivo é a promoção do desenvolvimento sustentável do município através do estímulo à potencialização do interesse turístico, por meio da promoção de eventos, valorização da cultura local, divulgação das águas minerais e a promoção do bem-estar físico e mental da população e visitantes. Também são objetivos específicos da entidade, o estabelecimento de parcerias com a administração pública, iniciativa privada e associações congêneres; incentivar a interlocução entre os diversos setores do desenvolvimento, como prefeitura, órgãos governamentais, empresariado e entidades da sociedade civil; apresentação de sugestões ao poder público; acompanhamento das ações do poder público e iniciativa privada, intervindo positivamente com o objetivo de aprimorar ações.

Abraçando os desafios de sua proposta e ideal, a Caxambu Mais já promoveu e promove importantes ações através de eventos e manifestações cujo objetivo principal é, sempre, a promoção do melhor para a cidade. Dentre suas iniciativas destacam-se: o fim de semana de 21 de abril de 2008, em Caxambu, com shows de artistas regionais, show de orquestra de câmera e de grupo de música indiana em praça pública, além de exposição de orquídeas e aulas de Yoga no Parque das Águas. Essa programação foi realizada quando a entidade ainda não tinha sido fundada oficialmente.

Nos dias 25 e 26 de julho de 2008, a Associação promoveu o primeiro Caxambu Gourmet, no rinque de patinação do Parque das Águas, e que atraiu um público de aproximadamente 2 mil pessoas.

No dia 20 de setembro do mesmo ano foi realizado o Abraço no Parque das Águas. A iniciativa buscou sensibilizar a população para a importância do local: patrimônio histórico, ecológico e cultural.

Em parceria com a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) e Sindicato de Hotéis, o concurso de decoração natalina “Natal Luz das Águas”, busca resgatar o espírito natalino, difundindo os valores de nossa cultura; incentivar a criatividade dos estabelecimentos comerciais, empresas, entidades e famílias, com relação ao tema; promover o reconhecimento do trabalho e do talento de arquitetos, decoradores, artistas plásticos, demais profissionais do ramo; enfatizar os ideais de fraternidade, respeito, paz e amor ao próximo, que inspiram as comemorações da data; tornar a cidade mais bonita para os festejos de final de ano; e despertar os valores da solidariedade por meio da arrecadação de alimentos para entidades assistenciais do município.

Em 2009, a segunda edição do Caxambu Gourmet, de 22 a 25 de julho, levou quase 3 mil pessoas ao rinque de eventos do Parque das Águas. Mais de 500 visitantes assinaram o livro de presença da exposição “Artes em Minas”. O público das palestras e oficinas totalizou 142 participantes.

Além da promoção e realização de eventos de valorização da cultura e tradição local, a Associação Caxambu Mais também sempre busca o encaminhamento, através de documentos e projetos, de importantes reivindicações de questões intrísecas ao desenvolvimento local, como por exemplo, a implantação de um campus avançado da Universidade Federal de Lavras na cidade e a ampliação do Aeroporto Regional de Caxambu.


PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br