07:07hs
Domigo, 23 de Junho de 2024

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1855
Esportes
12/04/2023 23h50

Corinthians larga na Copa do Brasil com péssimo futebol e derrota para o Remo

Apático, sem criatividade e com péssimo futebol, principalmente no primeiro tempo, o Corinthians estreou na Copa do Brasil nesta quarta-feira com uma incontestável derrota por 2 a 0 para o Remo, em Belém. O time, claro, sentiu a falta do contundido Renato Augusto. Mas nada explica, nem o fato de o técnico Fernando Lázaro ter optado por poupar vários jogadores para iniciar o jogo, um futebol tão medíocre. Detalhe: o Remo está na Série C do Brasileiro.

Na partida de volta, dia 26, na Neo Química Arena, o Corinthians terá de vencer por pelo menos três gols de diferença para ir às oitavas de final. Vitória por dois gols levará a decisão da vaga para os pênaltis.

O Remo começou o jogo entusiasmo, indo à frente, mas com o passar do tempo o Corinthians começou a impor seu ritmo, quebrando a euforia dos paraenses. Porém, aos 12 minutos, o Remo puxou um contra-ataque. Richard Franco lançou Muriqui e correu para a área. O atacante tocou do outro lado para Pablo Roberto, que avançou e chutou. Cássio rebateu e Franco pegou a sobra para marcar.

A consequência do gol foi que o time da casa ficou ainda mais tranquilo para fazer o jogo que lhe interessava. Deixava a bola com o Corinthians, mas não dava espaço para que o adversário pudesse chegar ao gol.

Assim, os paulistas tocavam a bola sem objetividade enquanto os paraenses eram bem mais perigosos em seus contra-ataques. Com isso, criou as melhores chances, como em chute de Galdezani e numa cabeçada de Diego Guerra. E a melhor delas: uma bomba de Pablo Roberto da entrada da área que bateu no travessão após toque decisivo de Cássio. Pouco depois, cabeçada de Richard Franco beliscou a trave. O Corinthians simplesmente não jogava, era dominado com muita facilidade e deu sorte de não sofrer mais gols.

O técnico Fernando Lázaro aproveitou o intervalo para reforçar o time, colocando Fagner, Fausto Vera e Róger Guedes. Passou a marcar melhor, mais duro. O Remo já não chegava, mas o Corinthians também era tímido ao atacar. Demorou 11 minutos para criar uma boa chance, com Róger Guedes pela esquerda, mas o chute torto não foi alcançado na área por Yuri Alberto.

O Remo estava mais encolhido, mas quando conseguiu atacar ampliou o placar. Muriqui pegou uma bola pela esquerda, inverteu para o lado direito para Lucas Mendes fazer o cruzamento. Ele veio e o atacante se antecipou à zaga para fazer 2 a 0.

Depois disso, o Corinthians procurou tentar ao menos diminuir o placar, teve chances com Róger Guedes e o estreante Christian Barletta, mas permitiu ao Remo chegar mais algumas vezes com perigo. Portanto, o Corinthians não tem do que reclamar. Ao contrário, poderia ter perdido por uma diferença ainda maior pelo que (não) fez em campo.

FICHA TÉCNICA

REMO 2 X 0 CORINTHIANS

REMO - Vinícius; Marques, Ícaro, Guerra e Raí; Richard Franco (Diego Ivo), Anderson Uchôa e Matheus Galdezani (Diego Tavares); Pablo Roberto (Curuá), Muriqui (Marques) e Pedro Vítor (Fabinho). Técnico: Marcelo Cabo.

CORINTHIANS - Cássio; Du Queiroz, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Maycon (Fausto Vera), Paulinho (Matheus Araújo) e Guliano (Barletta); Adson (Fagner), Yuri Alberto e Pedro (Róger Guedes). Técnico: Fernando Lázaro.

GOLS - Richard Franco, aos 12 minutos do primeiro tempo; Muriqui, aos 15 do segundo.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS - Carlos Miguel, Fagner e Fábio Santos (Corinthians).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Mangueirão, em Belém (PA).

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br