09:06hs
Domigo, 23 de Junho de 2024

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1855
Esportes
12/04/2023 23h40

Eduardo faz dois, Botafogo acaba com série invicta do Ypiranga e abre boa vantagem

Eduardo faz dois, Botafogo acaba com série invicta do Ypiranga e abre boa vantagem

Eduardo chegou ao Botafogo em julho de 2022. E o começo foi bastante promissor. Mas acabou sofrendo uma contusão muscular grave e acabou perdendo diversos jogos na reta final da temporada. Em 2023, prometeu brilhar e ajudar na reconstrução do elenco. Nesta quarta-feira, o meia anotou dois gols que deixaram a equipe muito perto das oitavas de final da Copa do Brasil. Com 2 a 0 no Colosso da Lagoa, em Erechim, os cariocas acabaram com a série invicta do Ypiranga em seus domínios e poderão até perder por um gol em casa.

Aliviado após conquistar a Taça Rio e se garantir na edição de 2024 da Copa do Brasil, o Botafogo entrou em campo em Erechim com um grande desafio pela frente: acabar com a invencibilidade caseira do Ypiranga no ano. Semifinalista do Gaúcho, o time caiu apenas nos pênaltis diante do Grêmio e em seu estádio somou cinco vitórias e dois empates. O time gaúcho ainda vinha embalado por eliminar o Red Bull Bragantino na fase anterior, com 3 a 1 no Colosso da Lagoa.

Com suas principais peças, Luis Castro previa uma apresentação boa para levar grande resultado para a volta, daqui duas semanas, no Rio. Em somente três minutos, festejou gol de cabeça de Eduardo após bela trama pela direita e finalização de Tchê Tchê desviada pelo goleiro. O meia apareceu livre para escorar a sobra. Logo depois, o time lamentou a contusão de Marçal, que precisou ser substituído.

Eduardo foi quem mais criou pelos visitantes na primeira etapa. Mandou um voleio com estilo pelo alto e ainda sofreu falta perigosa que Gustavo Sauer mandou na barreira. Outro destaque do time foi o goleiro Lucas Perri, autor de grandes intervenções antes do intervalo.

O goleiro começou seu show particular ao parar finalização de Mossoró. Depois, voou para espalmar chute de fora da área de João Pedro. Aos 23 minutos, saiu arrojado nos pés de Rubens para evitar a igualdade e ainda espalmou cabeçada à queima roupa do zagueiro Heitor no fim.

Com certa dificuldade em campo, o Botafogo teve altos e baixos na etapa, mas poderia ter uma vantagem maior na pausa para o descanso. Luis Henrique teve tudo para ampliar aos 37 minutos. Saiu de frente para o goleiro Caíque, mas na hora do chute acabou traído pelo quique da bola em uma irregularidade do gramado e mandou para fora.

Diferentemente da primeira etapa, na qual sofreu bastante, o Botafogo voltou mais organizado e bem postado na defesa. Sem deixar o Ypiranga ameaçar o gol de Perri, ainda tinha boas investidas com Luis Henrique. Mas faltava capricho no passe final.

O primeiro lance de perigo dos gaúchos na fase final veio em um escanteio no qual Adryelson desviou contra a própria meta e carimbou o travessão e depois a trave e parou nas mãos de Perri.

Na frente, Junior Santos falhou na primeira oportunidade de ampliar, livre, ao parar em Caíque. Na segunda chance, ele achou Eduardo, que bateu firme no canto para ampliar. Depois, bastou manter a boa postura defensiva para celebrar um grande resultado em dia no qual a apresentação não foi de encher os olhos.

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br