14:55hs
Quinta Feira, 25 de Abril de 2024

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1845
Geral - Noticias
11/04/2023 14h40

Ataque em escola de Goiás: aluno de 13 anos fere duas estudantes com faca

Um aluno de 13 anos entrou armado com uma faca na escola pública onde estuda e usou a arma para ferir duas estudantes, nesta terça-feira, 11, em Santa Tereza de Goiás, região norte do Estado. O agressor foi contido por uma professora, que não ficou ferida. As duas alunas feridas foram levadas para um hospital com ferimentos leves. O adolescente foi apreendido e colocado à disposição da Justiça.

O ataque aconteceu por volta das 8 horas, na Escola Estadual Doutor Marcos Aurélio, localizada na região central da cidade. O adolescente passou pela portaria levando uma faca. No interior do estabelecimento, ele sacou a arma e avançou contra outros alunos. Uma professora conseguiu conter o agressor até a chegada da Polícia Militar. Ela não se feriu. As estudantes feridas foram levadas para o Hospital Municipal Dr. Tarcisio Liberte e receberam alta após serem medicadas.

Em nota, o governo de Goiás informou que o aluno que promoveu o ataque não tem histórico de violência junto à comunidade escolar. Não foi revelado o que o motivou a atacar as colegas de escola. A Secretaria de Estado da Educação possui um protocolo de segurança escolar adotado desde 2019. "Também é realizado um trabalho pelo Núcleo de Atendimento em Saúde da Seduc, que realiza a escuta ativa e rodas de conversas com estudantes em todo o estado. Projetos e ações são desenvolvidos pelas superintendências pedagógicas com foco em consolidar a cultura da paz no ambiente escolar", diz a nota.

Conforme o governo, a pasta paga horas extras para policiais militares reforçarem a segurança no entorno das escolas e está instalando um sistema de videomonitoramento nas escolas estaduais. Também serão adquiridos detectores de metais portáteis. O protocolo de segurança foi acionado no caso do estudante, com a chamada do Conselho Tutelar da região, das polícias civil e militar e da família responsável pelo estudante.

Ainda segundo o governo goiano, o monitoramento para prevenir atentados em escolas foi reforçado nas últimas semanas. Na segunda-feira, 10, a Polícia Civil de Goiás cumpriu mandado de busca e apreensão, em Bela Vista, na casa de um menor de 14 anos que incitava e fazia apologia a crimes de massacres em escolas. O menor responde pela prática de atos infracionais.

Nesta terça, 11, a Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos, cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em Goiânia e Rio Quente, em virtude de ameaças feitas no ambiente virtual. Outro jovem com comportamento suspeito foi apreendido pela Polícia Civil em Rio Verde. Todos os casos estão tendo as investigações aprofundadas.

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br