22:57hs
Terça Feira, 28 de Maio de 2024

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1855
Geral - Noticias
23/03/2023 14h50

Greve do Metrô: O que está parado e o que está funcionando?

O que está parado e o que está funcionando?

Segundo o Metrô de São Paulo, as linhas paralisadas são:

Linha 1-Azul
Linha 2-Verde
Linha 3-Vermelha
Linha 15-Prata (monotrilho)

A CPTM destacou em nota que todas as transferências para as linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha também permanecem fechadas em todas as estações com conexão à companhia.

O serviço Expresso linha 10 que circula entre as estações Santo André e Tamanduareí também está suspenso essa manhã "em razão da integração com o metrô da Estação Tamanduareí, da linha 10-Turquesa, estar fechada", diz nota.

Quais linhas de metrô estão funcionando? E a CPTM?

As cinco linhas da CPTM, a ViaQuatro e a ViaMobilidade, dentre elas as linhas:

Linha 4-Amarela (funciona normalmente nas estações da Luz e Barra Funda)
Linha 5-Lilás
Linha 8-Diamante (funciona normalmente nas estações da Luz e Barra Funda)
Linha 9-Esmeralda
Além disso, os ônibus também circulam com 100% da frota e para quem saíra de carro, o rodízio está suspenso.

Rodízio de veículos suspenso

O rodízio municipal de veículos permanece suspenso nesta quinta-feira, durante todo o dia, em razão da greve dos metroviários.

Continuam valendo normalmente o rodízio de placas para veículos pesados (caminhões) e as demais restrições; Zona Azul é mantida
Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC)
Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF)
Zona Azul

Proibições de circulação de veículos nas faixas e corredores de ônibus

Reivindicações

Entre as reivindicações, os metroviários pedem o fim da privatizações e terceirizações do serviço de transporte por parte do governo, o aumento de contratações por concurso público de novos servidores para ampliação do quadro de funcionários, e também o pagamento de um abono em troca da Participação dos Resultados e Lucros (PRL) que, segundo o sindicato, não foi repassada aos trabalhadores entre os anos de 2020 e 2022.

Até o momento, as duas partes ainda não entraram em um consenso. Em nota, o Metrô disse ter "empenhado todos os esforços para atender aos pleitos do Sindicato, em acordo com a realidade econômica da companhia". "Essa realidade não possibilita o pagamento de abono salarial neste momento, já que a empresa teve significativas quedas de arrecadação pela pandemia e não teve ainda o retorno total da demanda de passageiros, se comparada a 2019."

A companhia disse ainda que "cumpre integralmente com o Acordo Coletivo de Trabalho e com a regra estabelecida para a política de progressão salarial aos seus funcionários".

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br