18:46hs
Quarta Feira, 12 de Junho de 2024

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1855
Geral - Noticias
11/03/2023 14h30

Prefeito de SP visita local onde idosa morreu depois de enchentes na Zona sul

O prefeito de SP, Ricardo Nunes, visitou hoje a região de Moema onde uma idosa morreu depois de ter o carro levado pelas águas de enchente na última quarta feira, 8. O veículo de Nayde Pereira Capelano, de 88 anos, ficou submerso em alagamento em Moema, próximo ao cruzamento entre a Rua Gaivota e a Avenida Ibijaú. Ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e, apesar dos esforço de reanimação pelos bombeiros, morreu no local.

Acompanhado de integrantes de seu gabinete, Nunes afirmou que desde 2018 a prefeitura estava ciente dos problemas de escoamento da água das chuvas na região, segundo ele, causado pelo bloqueio ilegal de uma viela sanitária que ajudaria no escoamento da água para o rio Uberabinha, que cruza a região e está canalizado. Segundo o prefeito, a área foi concretada e ocupada ilegalmente por um condomínio da rua para construção de áreas de lazer, o que inviabilizou o escoamento das chuvas na região. Durante a visita, equipes da prefeitura começaram a remover o bloqueio com britadeiras.

Segundo o secretário de obras Marcos Monteiro, que acompanhou o prefeito na visita, a administração municipal está ciente que somente a liberação da viela não resolve o problema das enchentes na área, que segundo moradores, é recorrente há muitos anos. Monteiro anunciou que as medidas e curto e médio prazo para o problema será a criação de jardins de chuva para aumentar a drenagem na região. O secretário ainda afirmou que há um estudo para a criação de um piscinão na região, mas não há prazos ainda por conta de eventuais desapropriações.

Questionado sobre como a prefeitura está agindo para lidar com o volume chuva acima do normal que tem atingido a capital nesse início de ano, Nunes afirmou que há previsão de investimento de 1.5 bilhões só em obras de drenagem e construção de mais piscinões nos próximos anos. "É uma cidade que cresceu muito desordenadamente ou com as coisas foram feitas no passado. A gente precisa agora correr contra o tempo para poder dar uma situação melhor. Tem muitas ações sendo desenvolvidas para que a gente possa minimizar essas questões das chuvas dos impactos que tem sido causado aqui na cidade de São Paulo"

O prefeito ainda reforçou que além das obras físicas, a prefeitura já concluiu o mapeamento das área de drenagem da capital para saber onde e como investir melhor as verbas disponíveis em caixa contra enchentes, além do mapeamento e controle de áreas com risco de desabamento na capital, com o realojamento de famílias caso necessário.

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br