11:33hs
Terça Feira, 23 de Abril de 2024

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1845
Regional
11/01/2018 15h01

Antônio Gastão Nogueira

Nossa gente, nosso orgulho

Por Maria Teresinha Silveira Villela


Antônio Gastão Nogueira foi o oitavo filho de Waldemar Nogueira de Sá e Carolina Rosi Nogueira. O casal teve onze filhos: Regina, Lázara, Lygia, Maria Isabel, Sebastião Edgard, Martha, Diva. Antonio Gastão, Lourenço Sérgio, José Fernando e Ana Lúcia.

Nasceu a 13 de março de 1946, na Fazenda Santa Isabel, Município de São Lourenço, onde a família residia na época.

Sr. Valdemar resolveu mudar-se para São Lourenço quando Antonio Gastão era bem pequeno. Sua primeira escola foi a Escola Paroquial Nossa Senhora de Fátima, hoje Escola Estadual, onde concluiu a 4ª série. Continuou os estudos no Ginásio São Lourenço até terminar a 8ª série. O 2º grau foi feito na Escola Técnica de Comércio, onde se formou.

Aos 16 anos conseguiu seu primeiro emprego. A casa “A Popular” foi seu grande aprendizado na área comercial.

Gastão tinha grande força de vontade, predicado herdado do Sr. Valdemar, homem trabalhador e honesto, modesto e justo. De sua mãe não esquecera a gentileza e os preceitos religiosos, base de seu sólido caráter.

Convivendo com o Sr. José Pereira Maduro adquiriu conhecimentos e experiências que o prepararam para a vida. Inteligente, prestativo, calmo e sensato conquistou depressa a amizade dos clientes da firma e a confiança dos patrões.

Mais tarde, trabalhou na Casa Federal - Guimarães Silva e Cia - transferindo-se pouco tempo depois para a Casa Dutra.

Ali fizera grandes amigos, entre eles Vanildo, Sérgio Carbone, Paulo Flori e outros. Foi quando conheceu Márcia Nascimento que mais tarde partilharia sua vida por 22 anos. Em 1966 foi admitido funcionário do Banco Ribeiro Junqueira, até 1974.

Neste estabelecimento deixou grandes amigos e trouxe consigo a consideração e respeito de todos que com ele conviveram. Trabalhava à tarde, como era o costume da época.

Dedicava, entretanto suas manhãs a um trabalho extra por algum tempo cuidou da contabilidade da Fábrica de Doces Vovó e, mais tarde trabalhou no Escritório de Contabilidade de seu irmão Sebastião Edgar Nogueira.

1974 foi um ano que muito marcou sua vida: deixou o Banco Ribeiro Junqueira e foi trabalhar na Casa Jurema LTDA, e, no Natal ficou noivo de Márcia Nascimento com quem se casou em 1º de maio de 1975. Desta união três filhos vieram completar sua felicidade: Natália, Daniel e Danilo.

Em 1979 houve mudança na Casa Jurema e Gastão torna-se sócio da firma. Consciente de sua posição perante sua terra, não se furtou a ajudar e se fazer presente nos eventos e promoções assistências.

Participou ativamente da Câmara dos Dirigentes Lojistas, ocupando a Presidência no período de 1º de julho de 1993 a trinta de junho de 1995.

Gastão era um ótimo filho, irmão, esposo e pai. Tinha um carinho especial para com os filhos, era metódico, falava pouco, mas tornava-se pessoa alegre e descontraída no convívio da família.

A dezenove de setembro de 1997, Antônio Gastão Nogueira foi chamado a participar da Glória do Senhor. Vive, porém, na saudade dos irmãos da esposa e dos filhos.

Uma praça no Bairro Porta do Céu recebeu seu nome. Legislativo e Executivo homenagearam um homem simples e bom que viveu apenas 51 anos, mas marcou sua presença na história de São Lourenço.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br