17:07hs
Domigo, 21 de Abril de 2024
São Lourenço - Eventos
21/03/2017 09h10

Capoeira movimenta São Lourenço no final de semana

Encontro nacional realiza batizado e troca de cordas dos alunos na presença do Mestre Tucano Preto

Alunos e professores da Escola de Capoeira Dendê Maruô

Na manhã de sábado o centro da cidade foi contemplado com a abertura do primeiro “Vem Mano Meu”, encontro nacional de capoeira promovido pela Escola de Capoeira Dendê Maruô de São Lourenço. O encontro, além de reunir capoeiristas de várias partes do país, teve como maior objetivo celebrar o batizado e a troca de cordas dos alunos. As cordas representam o estágio de aprendizado e a evolução do capoeirista.  

A abertura do encontro aconteceu na manhã de sábado no calçadão. A roda de abertura contou com a presença do convidado especial, Mestre Tucano Preto, que coordena a rede de Escolas de Capoeira Dendê Maruô. A rede atua hoje em 8 estados brasileiros e em 5 países. “Eu vejo a capoeira como uma ferramenta social de grande importância no Brasil e no mundo. Neste final de semana nós temos a possibilidade de entregar as graduações por honra e mérito dessas crianças e todos os outros alunos, é a conclusão de um trabalho”, destaca o Mestre.

Tucano Preto enfatiza ainda que valorizar a arte da Capoeira é valorizar a cultura popular, que há muito foi desvalorizada na nossa sociedade. “Capoeira para nós é de dentro para fora. É uma busca interna, espiritual, filosófica, educacional e social, de você se encontrar consigo mesmo”, declara.

Presença garantida também na roda foi a de José Maria Dionízio, o Instrutor Zezinho, responsável pela bateria da escola em São Lourenço. Zezinho pratica capoeira há 22 anos e há 8 confecciona berimbaus, instrumento de percussão brasileiro composto por uma cabaça, um arco de madeira, um cabo de arame e uma baqueta com a qual se percute o arame. Sobre o seu trabalho com os instrumentos José declara “Para mim é, além de uma responsabilidade muito grande, uma parte importante da minha vida”.  

Huan Barnabe de Oliveira Bento, de apenas 10 anos, é aluno da Escola Dendê Maruô em São Lourenço e fala sobre as mudanças que viveu após começar as aulas de capoeira. “Antes eu não fazia nada na escola e agora eu faço tudo”, conta.

O graduado do Mestre Tucano Preto, Marcelo Mequires dos Santos, atua nos municípios de São Vicente de Minas e Caxambu com aulas de capoeira e destaca seu potencial educacional. “Desenvolvo a capoeira, formação do cidadão e disciplina em busca de ensinar um outro caminho para os jovens. A capoeira ensina um jeito melhor de viver”, relata.

A participação e apoio dos familiares também teve presença garantida no encontro. Ubia de Araújo é mãe de uma das alunas da Escola e fala sobre a influência da capoeira na vida da filha. “Ela melhorou muito o desenvolvimento, a postura e fez muitas amizades. A capoeira é um esporte que incentiva e ensina a compartilhar e também sobre humildade”, conta.

Osvaldo Henrique Mendonça, o “Pé de vento”, veio de Varginha-MG para prestigiar o evento e compartilha um pouco do seu trabalho também. “Eu assumi o projeto da capoeira em Varginha em 2007. Em 2011 criamos a Casa da Capoeira, que é uma associação cultural que abrange toda a cultura brasileira, com principal foco na capoeira, é claro. Esse projeto atende crianças, adolescentes, adultos e idosos, é para todo mundo”, conta.

O evento foi gratuito e teve suas atividades na Sede da ONG Casa da Colina, no centro de São Lourenço. Além do batizado e troca de corda, os presentes tiveram a oportunidade de participar de uma aula com o Mestre Tucano Preto e prestigiar apresentações teatrais de resgate e valorização cultural.

Graduado Teco ao lado do Mestre Tucano Preto

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br