14:11hs
Quinta Feira, 18 de Julho de 2024
São Lourenço - Notícias
23/02/2017 12h02

Em São Lourenço mais um bairro adere à Rede de Vizinhos Protegidos

Moradores do bairro Lagoa Seca reunidos com a PM comemoram a implantação do projeto

Cidades do estado de Minas Gerais estão implantando junto à Polícia Militar a Rede de Vizinhos Protegidos, um sistema de integração entre as partes para melhorar a segurança de uma determinada região da cidade. Em São Lourenço, a medida tem sido adotada pelos cidadãos. Atualmente, a Rede de Vizinhos Protegidos abrange 10 bairros do município, além dos comércios que também contam com o sistema.

Na segunda-feira (13) os moradores do bairro Lagoa Seca aderiram ao sistema. A solenidade de instalação do projeto contou com a presença do Cap. Campos, Comandante da 276ª Cia PM, do Ten. Campos, chefe da Assessoria de Comunicação Organizacional do 57º BPM e dos Aspirantes Marcelo e Bruno, além dos próprios munícipes do bairro.

O Tenente Campos, que coordena as atividades das redes de proteção no município, ressaltou que foi da comunidade a iniciativa de integrar-se em rede, realizando diversas ações de convencimento e mobilização. Foi feito até um mutirão entre os moradores para convidar os demais a participarem da rede. A PM auxiliou então a execução de ações sistemáticas que possibilitassem a instalação da rede.

A Rede de Vizinhos protegidos


A rede é um projeto da Polícia Militar de Minas Gerais, adotado em conjunto com a comunidade. O projeto constitui-se em uma parceria entre a comunidade e a Polícia Militar, na qual os moradores adotam medidas conjuntas de autoproteção, visando a redução das oportunidades para a ocorrência de delitos.

Os principais objetivos da Rede de Vizinhos Protegidos são aproximar a PM e a comunidade, reduzir os índices de criminalidade e recuperar nos moradores a segurança para ocupar os espaços públicos com tranquilidade.

O processo de instalação da rede tem início com as reuniões entre a PM e os moradores de determinada região, que podem se organizar e solicitar esta parceria. Nas reuniões são discutidos os problemas de segurança da comunidade e as medidas de autoproteção e prevenção que podem ser adotadas para o caso de indivíduos em atitude suspeita no bairro.

As medidas de autoproteção podem ser ações simples, pensadas e planejadas para dificultar a ação de infratores como, por exemplo, evitar luzes acesas durante o dia e o acúmulo de correspondências na entrada da residência, além de manter os equipamentos de alarme com a manutenção em dia.

A comunicação entre os integrantes da rede é definida pelos próprios moradores, pode ser via telefone ou internet, o importante é que estejam unidos de maneira eficaz para que todos possam ficar em alerta no caso de uma emergência e acionar a PM.

A primeira rede instalada em São Lourenço foi no bairro Solar dos Lagos, em 2011, e encontra-se em funcionamento até hoje. Para que um bairro implante o sistema a PM precisa antes fazer uma análise da criminalidade no local. De acordo com a corporação, nem sempre a instalação da Rede de Vizinhos Protegidos é recomendada devido ao perfil de crimes que ocorrem em uma determinada região. Nestes locais são realizadas ações e operações policiais específicas. Contudo, reuniões comunitárias com os moradores trazendo dicas de autoproteção e estimulando a adoção de medidas de segurança em conjunto, também ocorrem nessas comunidades.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br