14:02hs
Quinta Feira, 18 de Julho de 2024
São Lourenço - Notícias
19/01/2017 11h42

Nível de água atual do Rio Verde ainda não oferece risco à população

Defesa Civil garante que o leito de água transcorre normalmente

Foto: Jorge Marques

Os moradores de São Lourenço estão preocupados com o atual nível de água do Rio Verde, que corta o município. Os munícipes temem que, com as chuvas dos últimos dias, o volume de água volte a subir causando uma enchente ou inundações. A Defesa Civil, no entanto, garantiu que ainda não existe a possibilidade de que isso aconteça com o nível atual.

Na última segunda-feira, foram registrados 17,4% mm de chuva, quando a precipitação acumulada era de 40,2 por cento para a data, de acordo com o monitoramento feito pelo CEMADEM (Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais).  Esse foi o maior volume de água registrado nesta semana.

Para o chefe da defesa civil, Edimilson Faria, mesmo que a quantidade de água chame a atenção, a população não deve se preocupar. “Visualmente, o Rio parenta estar mais cheio, porém, ainda não oferece nenhum risco. O Rio Verde está transcorrendo, normalmente, dentro de sua calha”, reforça.

O designer gráfico, Lucas Muniz, já morou no bairro da Federal. O local fica numa região baixa da cidade e próximo ao Rio. Lucas já presenciou uma situação de alagamento e teve que mudar de casa até que a quantidade de água voltasse ao normal. “A minha casa foi inundada em janeiro do ano passado, por pouco não perdi meus eletrodomésticos. Tirei tudo às pressas, foi um momento desesperador. Sempre que começa o período chuvoso já ficamos atentos, porque é enchente na certa”, relata.

A Defesa Civil não soube dizer quantas casas estão localizadas às margens da bacia. No entanto, um levantamento está sendo feito. A pasta disse que o plano de contingência é atualizar a população da situação e retirar as famílias de suas casas, caso aconteça uma enchente. O departamento sugere ainda, que os munícipes participem da monitoração do Rio para que estejam preparados.

O órgão informou também que recebe de institutos de monitoração, informações da microrregião que compõe a Bacia do Rio Verde. Além disso, em casos extremos, um alerta vermelho é disparado pelo Estado. Na cidade, existe ainda uma régua de medição que auxilia no acompanhamento da quantidade de água do Rio.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br