15:22hs
Quinta Feira, 18 de Julho de 2024
São Lourenço - Notícias
09/02/2017 15h10

Observadora de aves de São Lourenço busca atrair novos turistas

Devido ao grande número de espécies já catalogadas, a prof. Márcia acredita que a cidade e região podem se tornar um novo atrativo para este público

Foto: Márcio Muniz

Por Gislene Vilela

Observar aves é uma rotina que vem ganhando adeptos no Brasil, para alguns é apenas um hobby ligado à natureza; para outros tem se tornado uma atividade profissional.  Há mais de 1.900 espécies de pássaros catalogados no território nacional, número que coloca o país como segundo mais diverso do mundo.

Em São Lourenço, professora Márcia Giovani começou a se interessar pela atividade depois que nasceu uma amoreira em seu quintal. Ficou intrigada, pois não a havia plantado e logo deduziu que só poderia ter sido os pássaros. Seu marido Francisco resolveu colocar uma fruta na árvore e, para a surpresa do casal, apareceram muitos sanhaçus-cinzentos. A professora, maravilhada, começou a fotografá-los. Aumentaram a variedade de frutas e o resultado foi mais de 80 espécies diferentes registradas em seu quintal. Devido o êxito da descoberta conjecturou: “Se em casa fotografei 80, imagine no Parque das Águas!... Lá registrei mais de 100 espécies diferentes”.

O fato levou Márcia a estudar biologia em casa a fim de identificar as espécies e conhecer mais detalhes sobre as aves. Contatou centenas de biólogos e observadores de pássaros para trocar conhecimentos e postar seus registros. Atualmente, tem mais de dois mil amigos da área. Criou uma página na rede social “Aves do Sul de Minas”.

Saí-azul se alimentando

Pica-pau-verde-barrado fêmea

No final de outubro de 2016, participou do programa Terra da Gente, quando teve a oportunidade de divulgar a riqueza e a biodiversidade de São Lourenço.

Devido ao grande número de espécies catalogadas, a professora acredita que a cidade pode se tornar em um novo destino para o turismo de observação de aves. “São Lourenço e adjacências tem todos os requisitos para receber observadores de pássaros. O que falta é divulgação das aves que temos”, enfatiza. “Gostaria muito de fazer uma exposição na cidade das fotos dos pássaros que tirei aqui”, acrescenta.

O entusiasmo do casal em descobrir novos pontos da região para observação levou-o a conhecer unidades de conservação como Parque Estadual Nova Baden, em Lambari; Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, em Passa Quatro; Vale do Matutu, em Aiuruoca; Parque Nacional de Itatiaia, entre outros. “Ainda temos muito trabalho pela frente! Muito lugar para conhecer”, declarou Márcia.  

Márcia já registrou inúmeras espécies em São Lourenço

Tucanuçu, ave que fascina e encanta

“A essência da observação de aves está em aprender a admirar. Observar pássaros nos ajuda a entender melhor a vida, fazer novos amigos, querer sempre conhecer novos lugares, uma verdadeira terapia. E o mais importante: proteger a natureza. Se o meio ambiente continuar a ser destruído, os animais e as plantas não sobreviverão e, consequentemente, o ser humano”, finaliza.

O turismo de observação de aves tem grande potencial de crescimento no Brasil. Sãolourencianos, a exemplo de Márcia, podem estimular esta atividade na cidade buscando observar, fotografar e gravar as aves com seus belos cantos, variadas cores, nuances, formas e plumagens.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br