02:08hs
Sábado, 25 de Maio de 2024
São Lourenço - Notícias
24/10/2017 11h23

Pedro do Cordel, resgate cultural através da poesia

Em visita à São Lourenço, pesquisador mirim lança novo cordel

“Pra mim, o Cordel significa arte. Significa poema. Significa vida. Significa história. Significa tudo!” resume com simplicidade Pedro Motta Popoff, embaixador mirim da cultura popular.
Nascido em Bauru, interior do estado de São Paulo, Pedro é neto de russos, mas desde pequeno manifestou seu interesse pela cultura nordestina. “Com um ano, ele não deixava mudar o canal da TV quando passava leilão de gado. Aos três anos ele ganhou um chapéu de boiadeiro e adorava usar. Quando ele tinha cinco anos, eu encontrei ele brincando no tapete com bichinhos, falando com sotaque nordestino e em rima”, conta a mãe, Carla Motta, que percebeu logo a individualidade de Pedro e hoje aprende com o filho sobre a cultura brasileira.
Hoje, aos 11 anos, já é considerado um “pesquisador mirim” do cangaço por renomados historiadores e apreciadores da cultura e literatura nordestina. Pedro do Cordel e do Baião, como é conhecido, ministra palestras e workshops de contação de histórias e literatura de cordel para alunos e professores, em diversas cidades brasileiras com o projeto Brincando de Cordel.
Em São Lourenço, a segunda visita de Pedro, que aconteceu na sexta-feira, 20 de outubro, teve um motivo muito especial. A convite do professor João Júnior, Pedro esteve no Colégio Laser Solar dos Lagos para um bate-papo com os alunos sobre a cultura nordestina, tão querida e pesquisada por Pedro. A visita foi tão rica que Pedro e o professor escreveram juntos o Cordel “A peleja de Pedro e Pererê contra o Saci Valentão no Mato Dentro”, lançado então na sexta-feira e ainda encenado pelos alunos do Colégio Laser Solar dos Lagos no Terceiro Festival Cultura e Movimento.
“O lançamento desse cordel em parceria une duas gerações, mostrando o valor da cultura folclórica nacional e a importância desse resgate em tempos tão virtuais e frios da globalização, em uma linguagem escrita herdada da cultura nordestina”, comenta o professor João.
Pedro também comenta esta vivência com muito carinho e entusiasmo. “É algo muito bom. Inclusive, o professor João fez muitas crianças perderem o preconceito que elas tinham com relação a essa cultura. Isso está sendo muito legal, poder conversar e poder trocar histórias com o pessoal. Uma experiência muito boa”.
Além desta parceria materializada em forma de Cordel, o Festival de Cultura e Movimento do colégio foi presenteado com mais um lançamento. “Pedrinho Popoff do Cordel e do Baião” é um cordel preparado pelo poeta Francisco de Assis, um dos principais cordelistas do país, no qual Pedro é homenageado por seu trabalho de guardião de uma rica manifestação cultural brasileira.
“Pedro é uma referência positiva para as crianças de que não precisa de idade para se buscar conhecimento e sabedoria. Depois da primeira vinda de Pedro, meus alunos tomaram mais interesse pela cultura nordestina, pela literatura de cordel e a vontade de criar e compor música e poesia e aprender mais sobre o assunto aumentou consideravelmente” complementa professor João.
Pedro, ainda jovem, nos ensina a tratar a vida com mais poesia e respeito.

Pedro do Cordel e do Baião é uma nova referência de

pesquisa cultural no país   foto: Marina Ibba

Professor João, Pedro e alunos do Colégio Laser Solar dos Lagos

se apresentam juntos durante o festival  foto:Marina Ibba

Prof. João Junior e Pedro do Cordel    foto:Marina Ibba

foto: Marina Ibba

 


PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br